Mãe. Inquieta. Lésbica. Foda-se. ▶ #Herstorytelling

Assista a “#ProjetoHisteria playing G431 – Lésbica Futurista” no YouTube

Chame o #ProjetoHisteria para o line up do seu evento. Mais do que entretenimento, o #ProjetoHisteria é sobre uma mãe lésbica que se nega ao papel de coadjuvante e exige protagonismo e visibilidade.

A territorialização dos corpos maternos é um sintoma da cultura do estupro. Chegou a hora das sobreviventes da cultura do estupro criarem juntas sentidos novos para palavras como “sintoma”, usadas corriqueiramente pela psicanálise misógina que diz que somos histéricas, ou seja, inferiores por termos útero. Histeria vem da palavra latina para útero.

Pessoas do sexo masculino: não brinquem com mulheres cuja expertise é sobreviver. “A sobrevivência não é uma habilidade acadêmica”. Eu remixo minhas narrativas pelo fim da cultura do estupro. Eu não vou deixar a inveja do útero me abalar.

Para mais conteúdo com a hashtag #ProjetoHisteria, pesquise no Google. Mais um post oferecido pelo movimento #MulherArtistaResista.

Para contratar o #ProjetoHisteria, envie um e-mail para aredatora@gmail.com.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

HTML básico é permitido. Seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine este feed de comentários via RSS

%d blogueiros gostam disto: