Mãe. Inquieta. Lésbica. Foda-se. ▶ #Herstorytelling

Considerações metafilosóficas* sobre cultura do estupro #ProjetoHisteria

Professores de filosofia não devem mediar debates sobre cultura do estupro. Professores de filosofia precisam ensinar ética, correto? A ética a ser ensinada é a seguinte: a luta do sexo feminino pelo direito à voz depois de milênios silenciada pelo poder falocêntrico merece respeito. Se os filósofos consideram as mulheres como seres humanos, então eles nos devem o microfone e o palco na pior das hipóteses. Porque o microfone e o palco são historicamente lugares atribuídos ao sexo masculino. Nada mais ilógico do que não promover a voz feminina, sempre considerada objeto, sendo o sujeito do patriarcado.

O sujeito do patriarcado é o sexo masculino e, o objeto, o sexo feminino.

Tá na estrutura da língua. Tá nas narrativas caladas da história. Tá nas criações do sexo feminino apropriadas pelo sexo masculino. Tá na voz da hetaira que deu lições sobre oratória a Sócrates. Ninguém fala dela porque ela era só uma prostituta de luxo?

Vejo inveja do útero por trás de seu sequestro.

Vejo 554 mil meninas entre 10 e 17 anos vivendo em casamentos ilegais no Brasil.

Vejo professores de pedofilia comparando desejo por criança com desejo por roubar um chocolate no mercado: se a ação não foi realizada, ela não pode ser moralmente condenada.

Eu não posso condenar o fato de um homem achar normal fetichizar seres que não podem sequer consentir, tais como bebês, animais ou cadáveres? Empatia com pedofilia como se o pedófilo não pudesse escolher, como se não fosse uma construção social tipicamente masculina? Não, não é transtorno e nem doença, não é orientação sexual, é exercício de poder.

Há muitas reclamações de alunas sobre professores de filosofia do ensino médio. Vamos começar a ensinar os coleguinhas que não de deve ensinar filosofia para fins de xavecar as novinhas nem para promover a ideia de pedofilia é diferente de abuso sexual infantil, que desejar crianças não está errado? Vamos pensar um pouco sobre o conceito de ética e sobre nortearmos nossas ações no mundo eticamente? Mulher protagonizando luta contra cultura do estupro é ética básica e lógica. Porque é uma questão lógica: há milênios somos silenciadas, nossas vozes são roubadas pelo sexo masculino. Para inverter a lógica da hierarquia sexual cuja cultura do estupro é sintoma, é preciso a ética de considerar e promover as vozes das sobreviventes da cultura do estupro.

‪#‎ProjetoHisteria‬, uma iniciativa de combate às narrativas da cultura do estupro. Jogue a hashtag no google e veja mais conteúdo!

‪#‎MulherArtistaResista‬, um movimento feito por e para pessoas do sexo feminino resistirem juntas pela emancipação do sexo feminino.

*acho que isso é um neologismo, não sei, rs

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

HTML básico é permitido. Seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine este feed de comentários via RSS

%d blogueiros gostam disto: