Mãe. Inquieta. Lésbica. Foda-se. ▶ #Herstorytelling

Romantização da maternidade = cultura do estupro

Migas,

Não promovam a ideia de que as mulheres possuem um instinto que supere qualquer informação vinda da fora sobre maternidade ou desenvolvimento infantil.

O instinto que temos é o de sobrevivência e isso independente do sexo. Nós podemos e devemos questionar racionalmente tudo quanto pudermos acerca sobre nossas próprias vidas.

É assim que se avança em direitos!

Seguir com o pensamento questionador é imprescindível. Portanto, reflitam sobre como os homens colonizaram as mulheres aos estériotipos da maternidade utilizando a biologia como ferramenta de opressão. Narrativas sobre instinto têm colonizado as mulheres desde sempre. Instinto materno que devemos sacralizar. Instinto intocável do homem de estuprar crianças, engravidá-las e impedi-las de estudar.

A opressão das mulheres é sexual.

Pelo fim de todas as formas de exploração sexual. Não há fim de cultura do estupro sem fim da exploração sexual. A romantização da maternidade é uma ferramenta da cultura do estupro. Lembrem-se sempre disso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

HTML básico é permitido. Seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine este feed de comentários via RSS

%d blogueiros gostam disto: