Mãe. Inquieta. Lésbica. Foda-se. ▶ #Herstorytelling

Morrer é virar comida de árvore

Ou: como explicar a saudade de alguém que morreu para uma criança de dois anos

[Eu chorando]

Tá com tisti mamãe?

– Tô, filho, tô com saudades de uma pessoa.

– Pissoa?

– É, da minha vovó que foi embora.

– Vovó? Caiu… lá fóia. Caiu. Machucô.

– Machucou filho?

– Machucô. Caiu, machucô. Foi embola.

– Foi, virou comida de árvore embaixo da terra.

– Caiu na terra e viô fóiti. Vamo lá vê? Viô cumida di áivole. Vovó seu viô cumida di áivole.

– Não dá pra ver, filho, tá lá em Jundiaí. Virou sim, comida de árvore.

– Tá cabando tudo? Viô di áivole, fóiti. Viô comida di áivole da mamãe e foi embola.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

HTML básico é permitido. Seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine este feed de comentários via RSS

%d blogueiros gostam disto: