Mãe. Inquieta. Lésbica. Foda-se. ▶ #Herstorytelling

Sobre a Marcha contra a LGBTFobia em Salvador-BA

Carta de Repúdio a ato lesbofóbico que aconteceu durante o evento

No dia 17 de maio, aconteceu em Salvador-BA a primeira marcha contra LGBTfobia. Presentes estavam membros da classe LGBT, ativistas e militantes, assim como simpatizantes da causa. Durante a saída percebi um grupo de homens (cis) portando a bandeira da LBL (Liga Brasileira de Lésbicas). Em um primeiro momento, pensei em perguntar o porquê de eles estarem segurando a bandeira, mas provavelmente estariam guardando para alguma moça, imaginei em seguida.

lbl

Qual a lógica de porta-rolas passearem com uma bandeira lésbica? Resposta: lógica lesbofóbica, óbvio, qual lógica mais poderia ser? Lesbianidade é sobre buceta. Machos: tirem as mãos das nossas ferramentas de luta!

 

Engano meu.

A marcha seguiu e na metade do percurso percebi os mesmos homens ainda com a bandeira. O incômodo foi imenso, contudo me contive para evitar qualquer tipo de confusão.

Passei a semana conversando com militantes lésbicas sobre o que ocorreu na marcha, incluindo uma militante da LBL, e percebi que meu incômodo não era sem fundamento, isso ajudou a me posicionar contra o que aconteceu na marcha.

Lesbianismo é um ato político. É negar a heterossexualidade compulsória. É se relacionar exclusivamente com mulheres e dedicar a elas seu amor, respeito e afeto. Ser lésbica é carregar sozinha a carga da dupla opressão social (muitas vezes tripla) que é ser mulher e lésbica e resistir todos os dias.

Gostaria de frisar nesta carta a minha indignação com o que ocorre na marcha pois foi de um apagamento lésbico gritante. Foi lesbofóbico, foi ofensivo e foi cruel. É lesbofóbico sim homens se acharem no direito de portar uma bandeira que trata visibilidade lésbica. É lesbofóbico ninguém da organização da marcha se atentar a isso. É lesbofóbico e apagador.

Tenho certeza que a organização da Marcha, assim como militantes da LBL da Bahia não são coniventes com o ato em questão e por isso estou aqui me atrevendo a exigir um posicionamento dos mesmos e a identificação das pessoas responsáveis.

Assinantes:

Lucilene Enare Pereira Silva

Beatriz Sampaio Freitas

Natacha Orestes

Apoio:

Coletivo Bruaca

Coletivo Lesbo-Nihiil

Página Resistência Anti-Lesbofobia

Uma mãe lésbica

(Amigas lésbicas e: comentem com o nome de vocês, blogs e páginas que administram para que possamos aumentar o número de apoiadoras para pressionarmos com o pedido de posicionamento)

Anúncios

16 Respostas para “Sobre a Marcha contra a LGBTFobia em Salvador-BA”

  1. Talita

    Que absurdo!!!!! Todo meu apoio as lésbicas que a cada dia mais estão sendo apagadas na bandeira que deveria se chamar GT apenas.

    Curtir

    Responder
  2. Joane Nogueira

    Oi, estou gostando muito do blog. Vim parar aqui por causa da onda do transativismo. Li sua carta para a Majorie sobre o texto da Mallu e tenho lido sobre sua luta p ser mulher, mãe,lésbica e ter sido vítima de abuso. Desejo sorte a vc e por favor, continue escrevendo. Tenho lido sobre o movimento rad e me identificado com muitas coisas. Mas eu queria sabre o que é lesbianismo político.
    Isso quer dizer que as mulheres se relacionar só com mulheres pelo fato de homens serem opressores? É só uma pergunta q não sai da cabeça. Só isso. Sem maldade.
    Beijos.

    Curtir

    Responder
    • milfwtf

      Joane tem um post sobre isso aqui, o nome dele é Lesbianismo político não é cura hétera. Obrigada pelo seu comentário e incentivo. Super beijo!

      Curtir

      Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

HTML básico é permitido. Seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine este feed de comentários via RSS

%d blogueiros gostam disto: