Mãe. Inquieta. Lésbica. Foda-se. ▶ #Herstorytelling

Nomeando o colaboracionismo

O termo colaboracionistas não pretende ser culpabilizador e sim responsabilizador. Um exemplo retirado da realidade das mulheres que pariram: quem aqui ousa dizer que não existem mulheres que colaboram com a violência obstétrica? Elas existem sim. Médicas. Enfermeiras. Advogadas. Delegadas. Juízas. Que defendem cesaristas. Que defendem obstetra que se diz humanizado mas é tão misógino que não consegue disfarçar seu apreço pelo patriarcado. Colaboracionistas. Por todas as partes. É um termo que julgo necessário para nomearmos a realidade. Assim como existem colaboracionistas de todas as demais violências contra mulheres. Lesbofobia, por exemplo. É da literatura lésbica radical que vem esse nomeamento. É como nos referimos a quem se alia à mente masculinista que aniquila nossas existências e nossas vozes. Não, não é culpabilizador. Porque culpa tem quem peca e pecado não existe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

HTML básico é permitido. Seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine este feed de comentários via RSS

%d blogueiros gostam disto: