Mãe. Inquieta. Lésbica. Foda-se. ▶ #Herstorytelling

Rena[(s)er]

Estou apenas sendo. Esse é o ato mais rebelde que alguém pode tomar contra o sistema: ser. Olho por horas e horas para o nada, deitada, mergulhada num universo onde o tempo não existe e a única coisa que me faz desejar o futuro é o nascimento do meu filho. Quanto tempo me culpei pelo ócio. Mas não é qualquer ócio, é ócio sagrado, ócio do ofício: estou produzindo um ser humano. É o ócio mais criativo e misterioso pelo qual um ser humano pode passar em vida. Estou quieta e solitária. Nem feliz, nem triste: eu. Assim nua, assim crua, assim quase perto do número zero, a ponto de criar para mim uma nova história como quem estivesse prestes a desencarnar. Morrer e continuar vivendo é a coisa mais urgente que o ser humano precisa aprender a fazer. Mais do que nascer, crescer, se reproduzir e morrer. Mais do que acordar, trabalhar, consumir e dormir. Morrer para finalmente conhecer o que é a vida, não a vida filogenética, não a vida cultural, mas a vida íntima que existe dentro de cada um. Morrer praquilo que nos prende ao passado e a um eterno presente vazio. Parir ao meu filho e a mim, na mesma hora. Ser minha própria mãe e meu próprio pai bondoso me direcionando num presente contínuo de abundância e felicidade que jorram de dentro do coração para a vida. À frente, todas as possibilidades do mundo. Nada me tira da cabeça que a liberdade é uma coisa redonda, redonda como um planeta que gira constantemente no meio do nada, obedecendo a natureza de si mesmo. Desejo a liberdade planetária. Redondo, redondo, é meu formato grave de grávida. De mulher livre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

HTML básico é permitido. Seu endereço de e-mail não será publicado.

Assine este feed de comentários via RSS

%d blogueiros gostam disto: